Innovation and leadership Online!

 (Texto em Português depois deste)

 

Leadership from a distance!

“The leadership mediated by technologies of information can provide the same results as the lead face and of course more effective with the use of virtual interactions.” Avolio and kaha.

In an empirical perspective, the first note about this assertion rests on the attitudes that a leader must have to maintain balance and confidence of one who follows him.

There is some freedom and ease, in no formal groups and not subject the contract to uncommitment that is only possible to avoid with one strong motivation obtained through continued attention to small stuff.

The most significant differences are related to the implications of “feel the presence of the leader” and what that entails the perception of communication processes, particularly the type of discourse as to its wealth of content, intensity and speed.

Innovate to lead!

However it is not because of that the effectiveness of a leader ceases to be felt. Other features will be present as the relationship with the teams and trust.

The new leaders should seek to develop their skills in new environments in order to maintain high levels of trust and facilitate intrinsic motivation.

In fact, leadership through networking is no different from any other form of effective leadership, except that at first there is no other option other than “be very good leader.”

Leadership mediated by information’s technology, requires a high level of transformational leadership, given the wealth of the participatory nature of the world in interaction. And this world is composed of the organizations, the leader and the others, consumers or users and the interconnection between the leader and follower with the intervention of the hidden world between the two.

The hidden world is not a world mysterious and inaccessible, just need to take the initiative and exploit it.

The new leadership must re-learn, and you should be aware that, according to Jonathan Ive, 90% of companies that have problems on-line, are created by management and not by technology.

In fact the age of the Internet created the need for a new paradigm for building skills and learning – the learning to learn.

To integrate the management and technology, learning to learn implies also learn to forget the past and some management theories and practices that are no longer appropriate to the global world and can even be destructive to organizations.

Because the new world, based on interactions and connectivity is a collaborative system, the leadership style of collaboration is necessary total. The leader has to be a facilitator of human and technological subsystems address the new customer or supplier, user or consumer they also part of the system.

Constantly changing through learning will be a leader in shaping a range of skills increasingly surgery while more comprehensive. The intervention on a connection produces effects in the network.

Norman Chorn an article entitled “Creating Feminine Values in Organizations” argues that feminine values, “Values of collaborative behavior, exploration, decision making and openness to learning, are more aligned with the integrated development of the multifunctional capabilities of the modern organization”

Consumers and / or users expect loyalty from organizations and leadership in this sense must be true, as a result of collaboration and with products and services appropriate to their needs. Ralph Ohr speaks of “Power of Meaning” whose use by the leaders, in my view, can leverage the trust and loyalty.

The questions that arise are linked to adaptability of organizations with the ability of transformational leaders.

Are there changes in the “style” of leadership to align with technological developments and connectivity?

Does technological change facilitates leadership or only complicates?

 

Inovação e a liderança on-line!

Liderança à distância!

“A liderança mediada pelas tecnologias de informação pode apresentar os mesmos resultados que a liderança presencial e naturalmente mais eficazes com a utilização de interacções virtuais.” Avolio e Kahai.

Numa perspectiva empírica a primeira nota sobre esta afirmação recai sobre quais as atitudes que um líder deve ter para manter o equilíbrio e a confiança de quem o segue.

Existe uma certa liberdade e facilidade, em grupos não formais e não sujeitos a contrato, para o descompromisso que só é evitado com uma motivação muito forte conseguida através de atenção constante às pequenas coisas.

As diferenças mais significativas prendem-se com as implicações de “sentir a presença do líder” e com o que isso acarreta na percepção dos processos de comunicação, nomeadamente o tipo de discurso quanto à sua riqueza de conteúdo, intensidade e velocidade.

Inovar a liderança!

Mas não será por aí que a eficácia de um líder deixará de se fazer sentir. Outras características estarão presentes como o relacionamento com as equipas e a confiança.

Os novos líderes devem procurar desenvolver as suas competências, nos novos ambientes, de forma a manterem os níveis de confiança elevados e facilitarem a motivação intrínseca.

De facto, a liderança através de redes não é muito diferente de qualquer outra forma de liderança eficaz, excepto que na primeira não existe outra opção, que não seja “ser muito bom líder”.

A liderança mediada pelas tecnologias de informação, exige um alto nível de liderança transformacional, face à riqueza de natureza participativa do mundo em interacção. E esse mundo é, composto pelas  organizações, as do líder e as outras, os consumidores ou utilizadores e a interligação entre o líder e o seguidor com a intervenção do mundo oculto entre os dois.

O mundo oculto não é um mundo misterioso e inacessível, apenas é necessário tomar a iniciativa e explorá-lo.

A nova liderança tem de voltar a aprender e, deve ter consciência que, segundo Jonathan Ive, 90% das empresas, que têm problemas on-line, são criados pela gestão e não pela tecnologia.  

De facto a idade da internet criou a necessidade de um novo paradigma para a formação de competências e para a aprendizagem – o de aprender a aprender.

Para integrar a gestão e a tecnologia, aprender a aprender implica também aprender a desaprender o passado e algumas teorias de gestão e de práticas que já não são adequadas ao mundo global e podem mesmo, ser destrutivas para as organizações.

Porque o novo mundo, baseado nas interacções e conectividade é, um sistema de colaboração, o estilo de liderança necessário é de colaboração total. O líder tem de ser um facilitador dos subsistemas humano e tecnológico face ao novo cliente ou fornecedor, utilizador ou consumidor, também eles parte do sistema.

Em constante mutação através da aprendizagem um líder vai-se moldando com um leque de competências cada vez mais cirúrgicas e ao mesmo tempo mais abrangentes. A intervenção numa conexão produz efeitos na rede.

Norman Chorn num artigo intitulado”Criando Valores Femininos nas Organizações ” argumenta que, os valores femininos, “valores de comportamento colaborativo, exploratório, de tomada de decisão e uma atitude de abertura à aprendizagem, estão mais alinhados com o desenvolvimento integrado, das capacidades multifuncionais da organização moderna “

Os consumidores e/ou utilizadores esperam lealdade por parte das organizações e nesse sentido a liderança terá de ser verdadeira, resultante de colaboração e com produtos e serviços adequados às suas necessidades. Ralph Ohr fala do “Poder do significado” , cuja utilização pelos líderes, no meu ponto de vista, pode alavancar a confiança e a lealdade.

As questões que se levantam, prendem-se com a adaptabilidade das organizações e com a capacidade transformacional dos seus líderes.  

Será que houve evolução do “estilo” de liderança capaz de alinhar com a evolução tecnológica e com a conectividade?

Será que a evolução tecnológica facilita a liderança ou só complica?

Anúncios

Etiquetas: , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: