Challenges and motivation on Open Innovation

(Texto em português depois deste)

 

Motivations unanswered! 

Several companies such as IBM, Cisco, Intel and Microsoft have celebrated the success by leveraging the initial research on other companies.

In view of these findings to internal innovation of many other organizations, began to be supplemented by external knowledge to its borders through a systematic screening of existing knowledge in the world.

This requires a strategic alignment of innovation at the same time as creating appropriate mechanisms for value creation in the new environment.

However, this integration leads to acceptance of some challenges: 

Companies need a wide range of approaches to maximize the return, i.e. not just find an innovative way of plumbing products, but also thinking of licensing patents or provide technology to feed its own demand.

Companies need to correctly identify which external knowledge that is relevant and capable of being incorporated into their innovation strategy.

On the one hand companies know that knowledge is mastered and owned abroad by persons or entities on the other hand, don’t know who might be future holders of patents or technologies that offer.

These two situations raise a third concern:

How to motivate knowledge holders to provide the funnel of business and at what times it should be provided? 

 

The environment of motivation can be created because:

The open innovation promotes increased creativity while reaching areas of greater complexity. This means that the open innovation allows firms recipients and issuers to expand the horizons of his activity.

Intrinsic motivation factors find the environment (open innovation), to its satisfaction by enabling the creation of visionary projects that would otherwise be abandoned.

Extrinsic motivation factors are solutioed through major financing facilities to small firms as a consequence of higher viability of projects. Large companies tend to avoid financial resources (expensive) outside.

The real impact of Web 2.0 technologies can be a factor in motivating communities to participate in open innovation, exploring the growing importance of knowledge networks ecosystem of companies. The self-realization it’s a need almost never met and that can be fed through the connections established under the Web 2.0.

For that firms must provide adequate infrastructure for IT to capture tacit knowledge, provide training and establish an evaluation system for managing ideas. 

Despite these assertions of empirical nature, there is still much study to be conducted on what motivates innovators and recipients of the innovations available. Intrinsic motivation seems to be the basis for many technological applications, providing tools to develop ideas may be another means for facilitating open innovation.

Do the innovative companies have the same level of motivation of innovative nonprofit organizations? If not, why?

Do you want to comment?

Motivações sem resposta!

Várias empresas como a IBM, Cisco, Intel e Microsoft já celebraram o sucesso, por terem alavancando a investigação base de outras empresas.

Face a estas constatações a inovação interna de muitas outras organizações, passou a ser complementada, por conhecimento externo às suas fronteiras, através de um rastreio sistemático do conhecimento existente em todo o mundo.

Isto requer um alinhamento estratégico da inovação ao mesmo tempo que se criam mecanismos apropriados para a criação de valor no novo ambiente.

No entanto esta integração leva à aceitação de alguns desafios:

As empresas precisam de um vasto leque de abordagens para maximizar o retorno, isto é, não basta encontrar uma forma inovadora de canalização de produtos, mas também pensar em licenciar patentes ou fornecer tecnologia para alimentar a sua própria demanda.

As empresas precisam de identificar correctamente qual o conhecimento externo que é relevante e passível de ser incorporado na sua estratégia de inovação.

Por um lado as empresas sabem que o conhecimento exterior é dominado e detido por pessoas ou entidades, por outro lado, desconhecem quem possam ser os futuros detentores das patentes ou tecnologias que disponibilizam.

Estas duas situações levantam uma terceira preocupação:

Como motivar os detentores de conhecimento a fornecer o funil das empresas e em que momentos ele deve ser fornecido?

O ambiente de motivação pode ser criado porque:

A inovação aberta promove o aumento de criatividade ao mesmo tempo que alcança domínios de maior complexidade. Isto significa, que a inovação aberta permite, às empresas receptoras e aos emissores, alargar os horizontes da sua actividade.

Os factores de motivação intrínseca encontram ambiente (inovação aberta), para a sua satisfação ao possibilitar a realização de projectos visionários, que de outra forma seriam abandonados.

Os factores de motivação extrínseca encontram soluções, através das maiores facilidades de financiamento a empresas pequenas, como consequência de maior viabilidade de projectos. As grandes empresas tendem a evitar recursos financeiros (caros) exteriores.

O impacto real das tecnologias Web 2.0 no pode ser um factor de motivação para participar de comunidades de inovação aberta, explorando a importância crescente das redes de conhecimento nos ecossistemas das empresas. A realização pessoal é uma necessidade quase nunca satisfeita e que pode ser alimentada através das conexões e estabelecidas no âmbito da Web 2.0.

Para isso as empresas devem fornecer uma adequada infra-estrutura de TI, para a captura de conhecimento tácito, proporcionar formação e estabelecer um sistema de avaliação eficaz de gestão de ideias.

Apesar destas afirmações de carácter empírico, ainda há muito estudo a realizar sobre o que motiva os inovadores e os receptores das inovações disponibilizadas. A motivação intrínseca parece estar na base de muitas aplicações tecnológicas, a disponibilização de ferramentas para desenvolver ideias poderá ser outra via facilitadora para a inovação aberta.  

Será que os inovadores das empresas, têm o mesmo nível de motivação dos inovadores, das organizações sem fins lucrativos? Se não, porquê?

Quer comentar?

Anúncios

Etiquetas: , ,

2 Respostas to “Challenges and motivation on Open Innovation”

  1. lubaia Says:

    Ainda há empresas que vêem a Inovação Aberta como uma exposição e partilha do seu património. Afinal, com a Inovação Aberta, esperam-se ideias capazes de gerar valor e, consequentemente, de enriquecer a empresa, vindas de fora. A quem se atribuí os louros? Quem faz crescer a empresa?
    Ainda existem medos dentro das empresas. O primeiro passo parece ser o mais difícil de todos, que é preparar-se, perder o medo e acreditar que, se “quando um homem pensa, o mundo pula e avança”, quando há mais homens a pensar, o munda avança muito mais.

  2. jabaldaia Says:

    O mundo pula e avança, como bola nas mãos de uma criança. E é precisamente quando os adultos vivem essa tenra idade, que a criatividade surge e se encontra as soluções!
    Obrigado pelo comentário!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s


%d bloggers like this: